República Checa

IMG_3770

Os grandes blocos de apartamento e as paisagens acinzentadas, resultado de décadas de domínio comunista, já fazem parte do passado. A República Tcheca como conhecemos hoje não precisou de 20 anos de história para, desde sua separação da Eslováquia, em 1993, remodelar suas cidades, aplicar um austero plano de crescimento econômico e dar vida a uma cena cultural e artística de vanguarda que a transformou, talvez, na mais ocidental das nações do centro-leste europeu. Sua artéria pulsante é a capital Praga. Uma das mais belas cidades do mundo (para os locais, a mais bela), Praga já entrou no roteiro obrigatório dos turistas brasileiros experientes no circuito Roma-Londres-Paris. Atrações não faltam para preencher uma semana de passeio, e a chance de não conseguir apreciar todos os detalhes do Castelo de Praga, das dezenas de igrejas com contornos góticos ou da (às vezes) intransitável Ponte Carlos são enormes. O importante é reconhecer que Praga não faz, sozinha, a fama desse país.

Tire uns dias para conhecer o castelo e as casinhas de madeira saídas dos contos de fada em Cesky Krumlov, patrimônio da humanidade pela Unesco. Ou ainda tome um trem para Plzen, onde a famosa cerveja lager foi inventada em 1842. Aliás, você compreenderá bem o papel dos tchecos nessa história ao ver no mapa nomes como Bohemia (Boêmia), Budweis (Cesky Budejovice) e Plzen (Pilsen). Se sobrar tempo, visite o Bohemian Switzerland National Park, considerado um dos mais bonitos e preservados da Europa.

Outra coisa que não pode faltar em seu roteiro é a música do país. Berço de Dvorak e Smetana, aqui há sempre bons concertos disponíveis, muitos a preços bem interessantes. Talvez nada resuma melhor esse espírito do que o próprio hino nacional. Kde domov muj? (Onde é Meu Lar?) é uma linda quase uma valsa sobre uma terra cheia de pinheiros, riachos e flores. Simplesmente perfeito.

COMO CHEGAR

Não há voos diretos entre o Brasil e a República Tcheca. As melhores opções são voos com conexão em Londres (British Airways), Frakfurt (Lufthansa), Amsterdã (KLM), Lisboa (TAP), Madri (Iberia) e Roma (Itália). A companhia econômica EasyJet (www.easyjet.com) possui voos para Londres, Milão, Paris e Lyon. Já Brno, no leste do país, é servida pela RyanAir (www.ryanair.com) via Alicante, na Espanha, e Londres-Stansted.

Praga (e cidades como Brno e Cesky Budejovice) estão bem conectadas via trem com grandes centros nas proximidades como Viena, Salzburgo, Munique e Berlim. Ônibus e carros alugados são opções igualmente boas, pela flexibilidade que dá ao viajante de parar em lugares que o agradam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s